quinta-feira, 10 de abril de 2014

Campeonato Amador da Capital Sub 15 – 2014, as seguintes associações:


GRUPO A
GRUPO B
Vila do João
Unisouza
Projeto
Cometa
Jacarepaguá
Heips
Ação
Real Maré
Mamaô
Rio das Pedras

O Campeonato Amador da Capital Sub 17 2014, será disputado no período de Abril à Julho de 2014, com as seguintes associações:


GRUPO A
GRUPO B
GRUPO C
GRUPO D
Vila do João
Unisouza
Futuros Talentos
El Shaddai
Projeto
Cometa
CAAC Brasil
Piscinão Ramos
Jacarepaguá
Heips
Adelphi
Municipal
Ação
Real Maré
7 de Abril
Kosmos
Mamaô
Rio das Pedras
Cruzeiro
Colônia

CLUBE AESC MAMAÔ TREINOS das CATEGORIAS SUB-15 e SUB 17 / 2014.

TRAZER ATESTADO MÉDICO COM O CRM e o CPF do MÉDICO, RG E CPF. 
SEGUNDAS-FEIRASà 18:30 ÀS 20:30 HORAS à CAMPO DA ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO CONJUNTO CEHAB

QUARTAS E SEXTAS-FEIRAS à 14:00 ÀS 16:00 HORAS à CAMPO UNIDOS DO IV CENTENARIO FUTEBOL CLUBE

SABADOS JOGOS AMISTOSOS

NUCLEO AESC MAMAÔ/BARBANTE/INHOAIBA.

RESPONSÁVEL: PROFESSOR FLAVIO. TEL : 99555-0955 / 97455-2441

UNIDOS DO IV CENTENARIO FUTEBOL CLUBE à RUA ALVORADA DO SUL, ESQUINA COM A RUA BURANHEM S/N – INHOAIBA.

CLUBE AESC MAMAÔ TREINOS CATEGORIA SUB 15 / 17 e 20 / 2014.

TRAZER ATESTADO MÉDICO COM O CRM e o CPF do MÉDICO, RG E CPF. 

SEGUNDAS-FEIRAS, QUARTAS e SEXTAS-FEIRAS às 18:30 ÀS 21:00 HORAS à CAMPO DA ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO CONJUNTO CEHAB de SANTA MARGARIDA.

SÁBADOS JOGOS AMISTOSOS.

CAMPO: RESPONSÁVEL à PROFESSOR: RENATO: TEL : 99172-0182

LOCAL: SEDE DA ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO CONJUNTO CEHAB DE SANTA MARGARIDA>
ENDEREÇO : ESTRADA DO ENCANAMENTO Nº 861,esquina com à RUA: IPIGUÁ ( Antiga 15 ), ao lado da CLÍNICA DA FAMÍLIA ROGÉRIO ROCCO.

PROJETO ESPORTE RJ - AESC MAMAÔ/SANTA MARGARIDA II.

ESPORTE RJ ( FUTEBOL ) na ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES.

INSCRIÇÕES ABERTAS:

NA ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO CONJUNTO
CEHAB DE SANTA MARGARIDA, 

PROJETO ESPORTE RJ, ( GRATUITO )

Documentos:

Declaração Escolar
Atestado Médico

ACESSE O SITE: WWW.AESCMAMAO.COM.BR


AESC MAMAÔ SANTA MARGARIDA e INHOAÍBA recebem visitantes ao Clube

Visita do Vitor Coordenador Técnico do Botafogo F.R. e o Empresário Felipe da Mello Eventos Esportivos ( Parceiro do Clube ), ao AESC MAMAÔ jogo treino AESC MAMAÔ SUB 15 X SUB 17 no 4º Centenário em Inhoaiba e ao PROJETO ESPORTE RJ - AESC MAMAÔ/SANTA MARGARIDA e a sede do Clube.

REUNIÃO COM CLUBES DO AMADOR DA CAPITAL.

REUNIÃO NA FEDERAÇÃO DE FUTEBOL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, ÀS 14 HORAS, DO DIA 09/04/2013, COM CAETANO.

ASSUNTOS:



- TABELA DO CAMPEONATO

- ASSUNTOS GERAIS

Direção do Fluminense se reúne com Presidente Rubens Lopes

Direção do Fluminense se reúne com Presidente Rubens Lopes

  
09/04/2014 17:45
Na tarde desta quarta-feira, 9 de abril, uma delegação do Fluminense formada pelo Presidente Peter Siemsen, pelo Vice-Presidente de Futebol, Ricardo Tenório, e pelo representante do Clube na FERJ, Marcelo Penha, esteve na sede da Federação em visita de cortesia.
Na ocasião o presidente do Fluminense foi comunicado que a FERJ atendeu ao pedido do clube para que sua equipe Sub-20 participasse de competição no exterior. Foram abordados diversos assuntos de interesse, não só do futebol carioca como também do futebol brasileiro.
Agência FERJ
imgCapa
Úrsula Nery/ Agência FERJ

Gilson Nunes: "Estamos motivados para a estreia no returno"

Gilson Nunes: "Estamos motivados para a estreia no returno"

  
09/04/2014 17:42
A três dias de estrear na Taça Corcovado, o segundo turno da Série B do Campeonato Estadual, o America demonstra estar com a motivação em alta. Pois é isso que garante Gilson Nunes, o treinador dos rubros, que citou ter aproveitado o que houve de positivo na Taça Santos Dumont como exemplo motivacional para a estreia no returno:
“Vencemos cinco em seis jogos na Taça Santos Dumont e isso, por si só, nos motiva. Por isso temos que tomar como exemplo os triunfos que conseguimos para que, na sequência da competição, nós possamos conquistar boas vitórias, que serão importantes para nós no returno”, relatou.
O técnico também contou não ter tido problemas para elevar o moral de seus atletas depois da derrota para o Olaria e frisou a boa resposta do elenco americano nos treinos após a semifinal:
“O que aconteceu na semifinal contra o Olaria foi um acidente de percurso, que já é passado. Felizmente a reação dos jogadores foi muito boa e já estamos em uma sequência de trabalho de muita qualidade. Teremos um jogo difícil pela frente, mas estamos motivados e vamos procurar dar o nosso máximo para começar o returno com o pé direito, com uma vitória”, mencionou.
Aprimorando os remates
Os treinamentos desta quarta (9), no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, foram focados nas finalizações e os jogadores tiveram um bom aproveitamento nos remates. A atividade teve início por volta das 15h e durou, aproximadamente, duas horas.
No sábado (12) o America estreia de uniforme novo na Taça Corcovado. O adversário será a Portuguesa e o confronto acontecerá em Mesquita, no Estádio Giulite Coutinho, às 15h.
Agência FERJ
imgCapa
Raffa Tamburini/SportVoice

Boavista renova com cinco atletas para jogo de volta da Copa do Brasil

Boavista renova com cinco atletas para jogo de volta da Copa do Brasil

  
09/04/2014 17:40
Enquanto a preparação dentro de campo para o jogo de volta contra o América-RN, pela Copa do Brasil, segue a todo vapor, nos bastidores a diretoria do Boavista segue trabalhando duro para garantir uma equipe forte para o confronto. Depois de acertar com o meia Jeferson até 2017, Thiago Alves, diretor de futebol do Boavista, confirmou a renovação do zagueiro titular Bruno Costa por mais dois anos - até abril de 2015. Dessa forma, o jogador também está a disposição para o duelo com o time potiguar, dia 23 de abril, na Arena das Dunas, em Natal.
O mesmo ocorreu com o lateral-direito Thiaguinho, o goleiro Diego e o atacante Carlinhos. Eles teriam seus vínculos com o clube encerrados no próximo dia 15, mas tiveram um aditivo de 30 dias em seus contratos:
“Estamos trabalhando muito para resolver essas questões de renovações. Nosso objetivo é ter um time forte para o jogo de volta da Copa do Brasil e para o restante do ano. Esperamos ter novidades nos próximos dias”, disse Thiago Alves, diretor de futebol do Boavista
Boavista goleia em jogo-treino contra o Sub-17
Como preparação para a partida com o América-RN, pela Copa do Brasil, os profissionais realizaram um jogo-treino na manhã desta quarta-feira contra o time Sub-17 do Boavista, que acabaram goleados por 5 a 0. Na atividade, o técnico Américo Faria fez muitas experiências, utilizando praticamente dois times diferentes ao longo dos 90 minutos. O único ausente foi o meia Jeferson, em fase final de recuperação de lesão na coxa direita. Já o atacante Gilcimar, recuperado, participou do trabalho:
“Enfrentamos uma boa equipe, entrosada, veloz e de ótima participação na Copa Rio que terminou na última semana. O treino foi muito bom e importante para a nossa preparação. Gostei bastante da movimentação dos jogadores”, disse Américo Faria.
Agência FERJ
imgCapa
Pedro Carrion/ Assessoria de Imprensa

Olaria goleia o Arraial do Cabo em jogo-treino

Nesta quarta-feira, dia 9, o Olaria deu um de seus últimos passos na preparação para o começo da Taça Corcovado (2º turno da Série B) e fez isso com o pé direito. O time derrotou o Arraial do Cabo, da Série C, pelo placar de 6 a 1. A atividade teve dois tempos e tanto titulares quanto reservas foram utilizados.

O técnico Cleimar Rocha, do Olaria, gostou do que viu na atividade e espera que a equipe consiga um resultado ainda melhor que o do primeiro turno:

“Agora o nosso foco é o returno. Já no primeiro jogo, contra o Angra dos Reis, temos que fazer melhor para não repetir os erros do primeiro turno. Mas estou confiante no meu elenco e podemos fazer bem melhor na competição”, disse o comandante.
Agência FERJ
imgCapa
Claudio Burger

Cabofriense se reapresenta para competições do 2º semestre

Na tarde da última terça-feira, dia 08, aconteceu no Hotel Caribe um bate papo da diretoria da Cabofriense com seus atletas e comissão técnica para avaliar os rumos para as próximas competições.
O presidente Valdemir Mendes começou falando da alegria de poder estar agradecendo esse momento maravilhoso que foi a participação do clube do Campeonato Carioca Guaraviotn 2014:
"Estou muito feliz com o que conquistamos. Foi um momento maravilhoso, com um grupo maravilhoso também. Quero agradecer a cada um que se esforçou para a Cabofriense chegar aonde chegou. Os objetivos estão todos alcançados e vamos começar nosso projeto para Série D, Copa Rio e Copa do Brasil", disse o presidente.
A diretoria já iniciou as negociações com os atletas sobre permanência ou não para disputa de competições futuras. Os contratos serão de um ano.
As atividades em campo serão retomadas no dia 26 de maio. A série D tem inicio no final de julho.
TÉCNICO RENOVA CONTRATO
O técnico Alexandre Barroso renovou com o clube por um ano. A decisão foi confirmada pela diretoria do Tricolor Praiano.
Agência FERJ
imgCapa
Andreia Maciel/ADC

Adilson fecha o treino e mantém o mistério sobre escalação contra o Fla

Adilson fecha o treino e mantém o mistério sobre escalação contra o Fla

Principal dúvida é sobre o substituto de Éverton Costa

O DIA
Rio - O Vasco segue com a rotina de fazer mistério durante a semana de treinamentos. Nesta quinta-feira não foi diferente. O técnico Adilson Batista escondeu o treino durante trinta minutos e não deu indícios de qual será o time titular que entrará em campo contra o Flamengo. A principal dúvida é sobre o substituto de Everton Costa. Cinco nomes brigam pela posição: Montoya, William Barbio, Bernardo, Thalles e Fellipe Bastos.
Quando os jornalistas tiveram acesso a São Januário, meia-hora depois do início da atividade, o técnico cruzmaltino comandava um trabalho técnico de dois toques em campo reduzido, sem distinção entre titulares e reservas. Guiñazu e Edmilson foram desfalques mais uma vez. Os dois foram poupados. O argentino reclama de dores musculares. E o atacante se recupera de uma lesão na coxa esquerda. No entanto, ambos não preocupam para o duelo de domingo.
Adilson Batista fechou parte do treino desta quinta-feira
Foto:  Divulgação
As novidades foram os retornos de Martín Silva e Diego Renan, que participaram normalmente do treino desta manhã, depois de terem ficado de fora na última quarta-feira. No fim da atividade, os jogadores deram atenção especial aos treinos de finalizações.
Vasco e Flamengo se enfrentam pela final do Campeonato Carioca no próximo domingo, às 16h, no Maracanã. O Gigante da Colina precisa da vitória para conquistar o título que não vem desde 2003. Já para o Rubro-Negro, basta empatar para se sagrar campeão.

    Fluminense tenta exorcizar fantasma e evitar novo fracasso na Copa do Brasil

    Fluminense tenta exorcizar fantasma e evitar novo fracasso na Copa do Brasil

    Tricolor já foi eliminado na primeira fase em três ocasiões. Agora, precisa vencer o Horizonte por até três gols no Maraca

    RAFAEL ARANTES E RODRIGO HANG
    Rio - A missão é complicada. O Fluminense precisa vencer o Horizonte por 2 a 0 ou por três gols de diferença para despachar um fantasma já conhecido em sua caminhada na Copa do Brasil. Após perder a primeira partida do confronto por 3 a 1, o Tricolor corre o risco de ser eliminado na primeira fase da competição pela quarta vez em sua história. O retrospecto não é simples e para coroar sua estreia, o técnico Cristóvão Borges precisa deixar para trás um estigma das Laranjeiras na partida das 19h30 desta quinta-feira, no Maracanã.
    Num total de 17 participações na Copa do Brasil, o Fluminense conviveu com alguns dilemas constantes na competição. Ser eliminado três vezes pelo Grêmio é um fantasma que também assombra o clube, mas, as despedidas na primeira fase falam mais alto. Após ser finalista em sua primeira participação, em 1992, o Flu voltou para a Copa do Brasil em 1994 e o reencontro não foi dos melhores. Dois empates marcaram a despedida do Flu na primeira fase. Um empate por 2 a 2 fora de casa e outro por 1 a 1 jogando com sua torcida, o Tricolor viu o Linhares avançar para a fase seguinte.
    Flu precisa vencer por 2 a 0 para deixar para trás fantasma da eliminação na primeira fase da Copa do Brasil
    Foto:  Divulgação
    Quatro anos depois o fato se repetiu. Após bater o Santa Cruz com facilidade na fase preliminar, o Fluminense se despediu do torneio na primeira fase ao ser eliminado pelo Ceará depois de perder o primeiro jogo por 1 a 0 e ficar num empate sem gols na segunda partida. No ano seguinte, ao enfrentar o Paraná no pontapé inicial da competição, o Tricolor foi derrotado por 2 a 0 no primeiro jogo e mal sentiu o gosto de disputar o torneio em razão da eliminação automática com o resultado negativo em casa.
    Os anos passaram, o Fluminense conseguiu seu título inédito em 2007, ficou três anos afastado em razão da participação na Libertadores e agora, 16 anos após a última frustração, o clube das Laranjeiras precisa mudar o resultado para se afastar do seu velho conhecido fantasma.
    Última grande virada em 2009
    Superar placares negativos nunca foi uma situação frequente para o Flu na Copa do Brasil. O Tricolor perdeu poucas vezes o primeiro jogo de um confronto do torneio. Porém, a última vez que o time emplacou uma reviravolta foi em 2009, contra o Águia de Marabá, do Mato Grosso.
    O Fluminense havia perdido o primeiro jogo por 2 a 1, no Mangueirão. No jogo de volta, o Tricolor contou com a atuação brilhante de Maicon, que marcou duas vezes, e o gol de Eduardo Ratinho para cravar a vitória por 3 a 0 e garantir a vaga no Maracanã. Agora, o clube terá novamente a força de sua torcida para mudar o quadro e buscar a classificação na Copa do Brasil.
    Presente na última grande virada do Flu na Copa do Brasil, Conca reforça foco da equipe no jogo no Maraca
    Foto:  Divulgação
    Presente na virada de 2009, Conca terá novamente a missão de reverter o resultado negativo para o Flu. Para o camisa 11, o "próximo jogo é sempre o mais importante" e, por isso, a partida contra o Horizonte, nesta quinta, provoca o nervosismo do craque, que admite a pressão para o duelo.
    "Acho que a pressão existe em qualquer lugar do mundo e aqui não é diferente. Ninguém quer ser eliminado. A gente está aqui para lutar, para conseguir essa classificação para o Fluminense. O mais importante é fazer um bom trabalho, chegar no jogo e fazer tudo que o treinador pede para conseguir a classificação", declarou.
    As participações do Fluminense na Copa do Brasil
    AnoFase máximaÚltimo adversário
    1992Vice-campeãoInternacional
    19941ª faseLinhares
    1996Oitavas de finalCriciúma
    19971ª faseCeará 
    19981ª faseParaná
    19992ª faseJuventude
    2000Quartas de finalAtlético-MG
    2001Oitavas de finalGrêmio
    2002Quartas de finalBrasiliense
    2003Oitavas de finalSport
    2004Oitavas de finalGrêmio
    2005Vice-campeãoPaulista
    2006SemifinalVasco
    2007CampeãoFigueirense
    2009Quartas de finalCorinthians
    2010Quartas de finalGrêmio
    2013Oitavas de finalGoiás

      Falhas individuais, escorregão... Os erros e a queda do Fla na Libertadores

      Falhas individuais, escorregão... Os erros e a queda do Fla na Libertadores

      Rubro-Negro perde para o León no Maraca e sacramenta mais uma decepção para a sua torcida na competição continental

      O DIA
      Rio - O cenário de festa mais uma vez se transformou em decepção para a torcida rubro-negra. O Flamengo dependia só de si. O Maracanã lotado seria o combustível rumo à classificação. Seria... O León colocou o time carioca na roda e aprontou, vencendo por 3 a 2 e eliminando o Fla: nova frustração no Maraca, palco da queda para o América-MEX, em 2008. Os mexicanos, por sinal, assombraram o Flamengo de novo. Um misto de vacilos e falhas individuais, além de lesões e tropeços no Maraca, deixou o time de Jayme de Almeida no meio de caminho.
      Flamengo voltou a ser eliminado em jogo trágico na Libertadores
      Foto:  André Mourão / Agência O Dia
      Logo na primeira partida o Flamengo ficou ciente das dificuldades que iria encontrar pela frente. A estreia contra o León, no México, foi com derrota. O placar de 2 a 1 para os donos da casa começou assustando o Fla. De cara um erro complicou a vida rubro-negra. Amaral foi expulso aos 12 minutos do primeiro tempo. O Rubro-Negro saiu atrás do marcador, conseguiu empatar, mas não resistiu, perdendo na estreia na Libertadores.
      Contra o Léon, no México, André Santos cometeu pênalti infantil
      Foto:  Efe
      Com apoio da torcida, o Flamengo conseguiu se recuperar no duelo com o Emelec, no Maracanã, com vitória por 3 a 1. No dia seguinte, a Nação ainda comemorou a permanência de Hernane. O jogo seguinte no Maior do Mundo teve gosto de decepção. Na terceira rodada, contra o Bolívar, o Rubro-Negro começou perdendo, mas viu Everton virar a partida. No entanto, menos de dez minutos após o gol que deu a vantagem ao time da casa, os visitantes empataram e protagonizaram o primeiro grande tropeço inesperado do Fla, em jogo de falhas individuais da zaga carioca. A situação do clube começou a ficar complicada na Libertadores.
      O drama do Flamengo aumentou na altitude de La Paz. O Rubro-Negro escorregou de novo. O Bolívar venceu por 1 a 0, gol de pênalti, após infração cometida por Samir logo no início do jogo - o zagueiro se desequilibrou, caiu no gramado e fez falta dentro da área. O Fla sofreu com os efeitos de atuar a 3.660 metros acima do mar e não teve forças para reagir. Com a derrota, o clube carioca caiu para a lanterna do Grupo 7.
      Na altitude e com falha individual e novo pênalti, Flamengo perdeu para o Bolívar
      Foto:  Efe
      O jogo contra o Emelec virou decisivo. O Flamengo precisava empatar para se manter vivo e lutar pela classificação na última rodada. O Rubro-Negro marcou logo de início. O duelo ganhou contorno de drama. Após erro de Recife, Welinton, improvisado na lateral direita, cometeu pênalti. O clube equatoriano empatou o duelo e passou a pressionar o Fla. Nos acréscimos, Paulinho surgiu como herói e marcou após lançamento de Negueba. O cenário mudou: o Flamengo, agora, dependia apenas de si para avançar.
      A Nação foi ao Maracanã apoiar o time na classificação. Porém, viveu mais uma noite de decepção na Libertadores. E novamente com um algoz mexicano. O León colocou o Flamengo na roda e ganhou por 3 a 2, eliminando o Rubro-Negro.
      Lesões, falhas, 'estranhos no Ninho'...
      O drama rubro-negro na Libertadores pode ser explicado pela soma de erros individuais, lesões (além de um elenco limitado) e tropeços no Maracanã. O Flamengo não se "cansou" de falhar, sobretudo defensivamente (escorregões, pênaltis bobos e vacilos na zaga). A missão ficou ainda mais complicada diante de tantas lesões (Léo Moura, André Santos, Cáceres, Elano e Hernane perderam alguns jogos da Libertadores). Para "completar", o Maracanã foi palco de "estranhos no Ninho". O aproveitamento do time em sua casa deixou a desejar, com apenas uma vitória, um empate e uma derrota.
      No Maracanã, Flamengo amargou empate com o Bolívar: foi o primeiro tropeço no estádio na Libertadores
      Foto:  Efe
      Nova decepção
      O Flamengo vem decepcionando seus torcedores quando o assunto é Libertadores, sobretudo a partir dos anos 2000. O retrospecto rubro-negro nas últimas participações é desanimador. Em 2012, o Flamengo também caiu logo na primeira fase. E com requintes de crueldade. Na última rodada da fase de grupos, o Fla venceu o Lanús, mas um gol do Emelec no fim do jogo contra o Olimpia eliminou o time. Jogadores como Love e Bottinelli ficaram desolados no gramado. O atacante chegou a chorar.
      Com o Império do Amor, dupla formada por Adriano e Vagner Love, o Flamengo sofreu, mas avançou às oitavas de final em 2010. Porém, caiu no mata-mata para a Universidad de Chile, com um gol de cobertura de Montillo.
      O vexame na Libertadores de 2008 foi maior. O clima era de festa após o título Carioca e ainda tinha o adeus a Joel Santana, que se despedia rumo à África do Sul. O Maracanã lotado ficou calado ao presenciar o carrasco Cabañas marcar duas vezes na vitória do América-MEX por 3 a 0 nas oitavas de final.
      O Flamengo também parou nas oitavas de final da Libertadores de 2007. O algoz da ocasião foi o Defensor, de Uruguai. Fora de casa, o Rubro-Negro perdeu por 3 a 0. A vitória do Fla por 2 a 0 no Maracanã de nada adiantou.
      Em 2002, o Flamengo amargou sua pior campanha na Libertadores. O Rubro-Negro caiu logo na primeira fase e conquistou apenas quatro pontos, com uma campanha de uma vitória (sobre o Once Caldas, no Maracanã), um empate (com Olimpia, no Maraca) e quatro derrotas (para Once Caldas, Universidad Católica - duas vezes - e Olimpia).